© 2018 por Curso de Verão - www.cursodeverao.com

Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular - CESEEP

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

CESEEP

CNPJ: 52.027.398/0001-53

Av. Brigadeiro Luís Antônio, 993, Sala 205
CEP: 01317-001 – São Paulo, SP – Brasil

Cancelamento, sugestões ou reclamações

Tel/Fax: (55 11) 3105-1680 / 3241-1169        

WhatsApp: (011) 98657-0643

Segunda a Sexta das 9h às 18h

Email: ceseep@ceseep.org.br

verao@ceseep.org.br

Fique atento a data dos eventos, os ingressos chegarão ao seu e-mail, confirmando o pagamento caso isso não ocorra entre em contato conosco. Confira nossa política de troca e devolução aqui.

Restrito

TENDAS

Arpilleras: justiça e paz em nossas mãos

A arte de bordar e costurar com linhas e tecidos, na partilha da vivência, denunciando as desigualdades e buscando a paz com justiça social.

Jogos e Circularidades indígenas e afro-brasileiras

Vivências cooperativas, canções, narrativas, danças circulares brincantes em perspectiva étnico-racial na esteira da Pedagogia Griô.

Arte e Educação Popular

Vivência e aprendizado em Arte Educação Popular, com a utilização de diversas linguagens colaborativas: visuais, cênicas, musicais, brincantes, danças da cultura popular, metodologias colaborativas, etc.

Juventude e Direitos

Reflexão sobre a fase juvenil da vida, em toda a sua diversidade e desafios contemporâneos: conflito geracional, gênero e políticas públicas para a garantia dos direitos humanos.

Arte e espiritualidade do cotidiano

Vivência de arte e beleza na espiritualidade do cotidiano, em um processo de superação da dicotomia entre o sagrado e o profano, utilizando-se da pintura como forma de expressão individual e coletiva.

Liderança e grupos populares

Reflexão sobre o papel e compromisso das lideranças populares nas pastorais e movimentos sociais com base na pedagogia de Paulo Freire.
Reflexão e vivência de manifestações e expressões culturais artísticas como chaves para redimensionar a escuta enga-jada nas pastorais e movimentos sociais.

Arte e militância em diálogos

Linguagem Audiovisual

Olhar crítico sobre as mensagens presentes nos meios de comunicação (filmes, novelas, jornais, publicidade, memes, tutoriais, etc.) produção e utilização na educação, pastoral e movimentos sociais.

Dança: O corpo como construtor da identidade

Vivência da dança como expressão do corpo que carrega a vida e faz história, deixando marcas e influências da arte na própria vida e na de outras pessoas.

Memória e Espiritualidade do  Povo Negro

Conhecer os caminhos das espiritualidades do povo negro somando-se às suas lutas de resistência e às suas conquistas. Vivenciar a memória e os elementos que compõem essas espiritualidades nas práticas religiosas, nos seus mitos, danças, músicas e na reverência aos antepassados.

Danças Circulares

Vivência da dança, de modo circular, como linguagem reflexiva de arte e celebração popular.

Metodologia de trabalho com grupos  populares

Experiência de metodologia de trabalho com grupos populares, com reflexão sobre a dialética teoria versus prática, como suporte para a militância crítica e comprometida com a emancipação humana e transformação social.
Troca de experiências e saberes; de reflexões e debates em torno da diversidade, da cidadania ativa e do bem viver, em vista da construção de uma sociedade plural, justa, solidária, democrática e sustentável.

Diversidade, cidadania e bem viver

Música

Vivência da arte musical através do canto coral, partilhando elementos técnicos que auxiliem o cantar na comunidade e nos movimentos sociais.

Espiritualidade Feminista

Refletir sobre a espiritualidade feminista na dimensão inter-religiosa e não religiosa. Contribuir com a criação de caminhos que restaurem o respeito às mulheres e seu protagonismo nas religiões e na sociedade.

Poesia: prática e política

Dessacralizar a linguagem do poder de forma crítica e artística, a fim de ver, ouvir e sentir, com sensibilidade e teimosia, a prática da política na poesia. Valorizar os poetas populares e o potencial poético de cada um/a.