Religiosamente, o Brasil não é tão plural e já não tem mais o catolicismo como preferência nacional

Atualizado: Jan 12

É o que aponta Faustino Teixeira ao apresentar um mapa das religiões no Brasil


Foto: José Iago

Com o objetivo de mostrar os desafios do pluralismo religioso no país, o professor e pesquisador Faustino Teixeira abriu a primeira assessoria do 33º Curso de Verão, no Teatro TUCA, na manhã do dia 9.

Com foco no panorama das religiões e expressão das diferentes espiritualidades na cidade e tendo por base dados do último censo demográfico, realizado em 2010, o professor compartilhou as principais peculiaridades identificadas em suas pesquisas e reflexões sobre elas.


Para Faustino está claro que tem ocorrido transformações no campo da religião no Brasil. Como, por exemplo, a queda significativa do catolicismo, nas últimas décadas. Em 1872, 99,7% da população brasileira se declarava católica; já em 1980, a porcentagem caiu para 89,2%; a partir daí as quedas foram se intensificando: 83,3% em 1991; 73,6% em 2000 e 64,6% em 2010.


“A religião dos brasileiros não é mais a católica. O Brasil é marcado pelo som da diversidade”, afirma.

Curiosamente, apesar das transformações, é também perceptível a ausência de pluralidade religiosa no Brasil. “É uma presença cristã. Se você soma os católicos e evangélicos se tem uma grande porcentagem da presença [de cristãos] no Brasil”. De acordo com o professor, juntos, católicos e evangélicos correspondem a quase 90% do mapa religioso do país.


Isso se dá porque os evangélicos correspondem a 22,2% da população; os sem religião ou não afiliados 8%; espíritas 2,02%; religiões de matriz afro-brasileira 0,3% e outras religiões 0,06%.


Na contramão deste panorama, Faustino compartilha outra reflexão. Para ele, o censo não capta tudo. Muitas pessoas, sobretudo que se declaram católicas, vivenciam e participam de outras crenças e experiências religiosas que nem sempre correspondem à tradição da religião com a qual ela se identifica.


“Mais de 40% de católicos, que vão às missas semanalmente, acreditam em reencarnação. O que significa que o espiritismo é mais do que os 2% apontado no censo”, pontua o professor. Ainda nesse contexto ele acredita que “a diversidade ainda tá longe, mas começa a ser tecida”.

Foto: Matheus Carrão

O som da diversidade do Brasil

Muitos são os pais que seguem a doutrina católica e que levam seus filhos a benzedeiras em busca de saúde e proteção. Inúmeras são as crenças populares que correspondem a diferentes religiões, mas são seguidas e praticadas por pessoas de distintas instituições. Esses são apenas dois dos exemplos utilizados por Faustino para mostrar que o brasileiro vive sua religiosidade de forma interativa, ampla e de múltiplas pertenças.


Diante da complexidade de compor o mapa das religiões, o professor utilizou como norte uma expressão do Papa Francisco “a diversidade é bela”. Expressão que além de reforçar a narrativa do Pontífice - na constante tentativa de conscientizar e estimular as ações dos fiéis, e assim, trazer a Igreja para os pobres e para aqueles que sofrem -, evidencia a importância desse contato com outras espiritualidades.


“O brasileiro vive na casa, que é o lugar do aconchego; na rua, que é o lugar da sobrevivência; e no outro mundo, todo brasileiro tem uma relação com o outro mundo”, acredita Faustino.


Mas para o pesquisador, não basta entender que o país é marcado pelo som da diversidade. É fundamental refletir sobre onde está a pluralidade religiosa.


Embora o Brasil seja, sobretudo, um país cristão, são evidentes algumas aberturas. “É importante a gente escutar essa diversidade, captá-la e respeitá-la para que nossa ação pastoral seja marcada pelo respeito à dignidade. E mostrar, sobretudo, que o mais importante para o brasileiro, não é ser de ‘x, y ou z’ religião, mas sim, buscar uma alma nobre”, finaliza.


Equipe de Comunicação

Ira Romão


154 visualizações

© 2018 por Curso de Verão - www.cursodeverao.com

Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular - CESEEP

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

CESEEP

CNPJ: 52.027.398/0001-53

Av. Brigadeiro Luís Antônio, 993, Sala 205
CEP: 01317-001 – São Paulo, SP – Brasil

Cancelamento, sugestões ou reclamações

Tel/Fax: (55 11) 3105-1680 / 3241-1169        

WhatsApp: +55 11 99325-5961

Segunda a Sexta das 9h às 18h

Email: ceseep@ceseep.org.br

verao@ceseep.org.br

Fique atento a data dos eventos, os ingressos chegarão ao seu e-mail, confirmando o pagamento caso isso não ocorra entre em contato conosco. Confira nossa política de troca e devolução aqui.

Restrito