• Curso de Verão

Conservadorismo X luta: a esquerda sobrevive

Atualizado: Jan 11


As últimas eleições, de 2.018, que elegeu Jair Bolsonaro a presidente da República, e 2.020, que coloca em evidência a queda do chamado grupo de esquerda, confirma o fortalecimento de uma classe mais tradicional e conservadora no cenário político do Brasil.


Este cenário representa a ambiciosa e descontrolada busca por poderes que tem influenciado, principalmente, nas questões econômica e social da população brasileira, que ficaram ainda mais em evidência neste período terrível de pandemia.


Buscando uma reflexão em torno deste preocupante assunto, o Curso de Verão deste ano recebeu os convidados Rodrigo W. Consenza, professor de História e especialista em Desenvolvimento Territorial, e Maria Gorete M. de Jesus, pesquisadora e especialista em Direitos Humanos.


Conseza fez uma análise de conjuntura deste cenário, colocando o crescimento da chamada direita, que se fortaleceu na maioria das cidades, com o maior número de vitória nas últimas eleições, porém, enfatizou a resistência do grupo de esquerda, que conseguiu ainda se manter em algumas regiões e apresentar um número significativo de candidatos para pleitear tais cargos, levantando bandeiras e se organizando como movimentos sociais e mandato coletivo.


Estes dados revelam a sobrevivência da esquerda, mas colocam em evidência o fortalecimento da direita tradicional e conservadora, com a formação de um novo contexto político, amparado pelo neoliberalismo.


Para Maria Gorete, se o país já enfrentava grandes desafios com a retomada deste conceito neoliberal, com o alto índice de desemprego, aumento da pobreza e desigualdade, entre outros problemas, a declarada pandemia de 2.020 elevou ainda mais as mazelas à sociedade, com a intensificação da crise sanitária e de saúde.


Maria Gorete classificou o atual sistema como precatório que não respeita a humanidade. “Esse sistema é individualista, destrutivo e extremamente consumista”, disse.


Para a pesquisadora, o desafio é enfrentar este sistema perverso, que não é apenas um modelo econômico, ele representa um “projeto de morte”. “Precisamos enfrentar os temas que permitem este tipo de ‘des’-governança, que busca tirar a nossa potência de luta”, finalizou.


Os assessores convidados ressaltaram a importância do Curso de Verão, projeto que tem se organizado a favor, principalmente, dos mais vulneráveis, buscando os direitos e a igualdade social. A iniciativa é mais uma ação que mostra que a esquerda sobrevive e mantém a sua luta.


Por Mônica Santos

27 visualizações0 comentário

© 2018 por Curso de Verão - www.cursodeverao.com

Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular - CESEEP

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

CESEEP

CNPJ: 52.027.398/0001-53

Av. Brigadeiro Luís Antônio, 993, Sala 205
CEP: 01317-001 – São Paulo, SP – Brasil

Cancelamento, sugestões ou reclamações

Segunda a Sexta das 9h às 18h

Tel/Fax: (55 11) 3105-1680 / 3241-1169        

WhatsApp: +55 11 99325-5961

Email: ceseep@ceseep.org.br

verao@ceseep.org.br

 Confira nossa política de troca e devolução aqui.

Restrito